Dicas para não cair em roubadas ao fazer compras em Miami

Todo turista que se preze adora fazer compras em Miami. Este é, aliás, um dos maiores motivos para a cidade receber tantos visitantes, especialmente brasileiros.

Mas não é só porque Miami está nos Estados Unidos que não tem pessoas mal intencionadas que queiram tirar vantagem dos turistas, ou algumas pegadinhas nas próprias lojas. Por isso, separamos algumas dicas para você aproveitar ao máximo sua viagem de compras em Miami e não ter nenhum problema.

– Roubo de bolsasCompras em Miami Shopping em Miami
Acredite, isso é bem comum. Você está tranquilo olhando as roupas ou os produtos em uma loja, se distrai e pimba! Lá se vai sua carteira. Por isso, esteja sempre atento ao que acontece ao seu redor, principalmente nos lugares que você não conhece direito. Uma boa opção é utilizar um daqueles cintos para colocar o dinheiro – sim, é cafona e desconfortável, mas pelo menos assim você não corre nenhum risco!

– Roubo de porta-malas
Você faz milhares de compras e para não ter que carregar todas as sacolas resolve deixar tudo no porta-malas do carro. O que muita gente esquece é que podem ter pessoas observando tudo, só esperando o momento certo para arrombar o porta-malas. E existem alguns esquemas ainda mais profissionais, nos quais os ladrões roubam a freqüência do alarme do carro e roubam tudo sem nem serem percebidos. Coisa de filme! A dica é estacionar o carro o mais próximo possível da entrada do shopping, em lugares movimentos e iluminados. E, claro, volte ao carro só na hora de ir embora.

– Câmbio de moedas
Sempre procura na internet qual o valor do câmbio do dia antes de ir à casa de câmbio, e busque locais que tenham licença para exercer a função. Em hipótese alguma troque dinheiro com pessoas na rua, pois o risco de receber dinheiro falso ou roubado em troca é alto.Os guichês de câmbio em lugares turísticos, como aeroportos, shoppings ou estações de trem costumam ter as taxas mais altas. O melhor é sempre dar preferência a bancos.

– Valores trocados no cartãoCompras em Miami Shopping em Miami
Na hora de pagar, você entrega o cartão, assina e leva o produto para a casa. Tudo perfeito, exceto que na fatura o valor pago é maior do que o valor original do produto. E agora? Impensável voltar ao local para reclamar, né? E como provar que o valor do produto original era outro? Baita confusão! Por isso, antes de assinar, confira sempre os valores e o recibo do cartão de crédito. O único valor que deve ser incorporado ao preço do produto é a taxa de 7% de Miami.

– Produtos esgotados
Você entra numa loja procurando o produto X. O vendedor diz que tal produto está esgotado e lhe oferece um parecido, pelo mesmo preço. Você volta ao hotel e resolve conferir na internet o preço do produto que comprou e descobre que ele tem qualidade inferior ou custa bem menos do que você pagou. Moral da história: não caia na lábia do vendedor, mesmo que tudo pareça uma maravilha. Afinal, o principal objetivo dele é vender, não importa o que…

– Perguntas pessoais
Desconfie de vendedores que perguntarem de onde você é e quanto tempo ficará na cidade. Eles podem só estar sendo simpáticos, mas também podem estar tentando descobrir se você terá tempo para voltar lá para reclamar daquilo que comprou.

– Pechinchas
Ah, como é fácil cair nelas, especialmente durante uma viagem de compras em Miami! Lojas desconhecidas que oferecem eletrônicos por preços que parecem amigáveis, mas no fundo são exorbitantes. De novo, não caia na conversa de vendedores e procure sempre lojas conceituadas, de preferência de tenham franquias e lhe dêem alguma garantia.

Saiba mais sobre seus direitos ao fazer compras em Miami

Se, ao comprar um produto, a loja lhe deu um recibo com as políticas de devolução, você terá que respeitá-las. Caso nada tenha sido lhe informado, você tem direito a 100% de reembolso pelo que pagou se devolver o produto em até sete dias a partir da data de compra. Note que isto não se aplica a produtos perecíveis, personalizados ou que tenham sido usados e/ou estejam sem a etiqueta/embalagem originais.

Ao contrário da Europa, onde a taxa VAT sobre produtos é reembolsável, nos EUA isso não é possível. Lá não existe VAT (value added tax), e sim sales tax, que é municipal. Grande parte da receita da ‘sales tax’ vai para a construção de novas ruas/estradas/iluminação/calçadas enfim, infra-estrutura também utilizada pelos turistas, portanto não há porque eles lhe reembolsarem.

Antes de se jogar nas compras em Miami, sempre conheça as políticas da loja sobre devoluções e reembolsos. Se a loja não devolver o valor ou aceitar trocas devido a algum defeito no produto, procure outra loja. O mesmo vale para as garantias. E ao comprar eletrônicos, informe-se primeiro se o produto funciona no Brasil, para não ter surpresas ao voltar.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *