Posts

O que fazer em Miami Beach: um guia compacto desta região imperdível

O que fazer em Miami Beach? Quais são os melhores restaurantes? Onde se hospedar? Respondemos todas essas perguntas nesse guia compacto sobre a região.

Miami Beach é uma das regiões mais cobiçadas, badaladas e famosas da região quase homônima, Miami.

Pouca gente sabe que ela, formalmente, é uma cidade independente. Entretanto, tanto os nomes parecidos quanto à proximidade (Miami Beach fica ao lado de Miami, e é facilmente acessível desde lá) faz com que a maioria das pessoas pensem que ambas são uma.

Seu tamanho não é documento: mesmo pequena, a ilha abriga um verdadeiro universo de atrações, paladares e experiências. Ela promete encantar até mesmo os viajantes mais experientes e exigentes!

Nesse guia, você confere em primeira mão o que fazer em Miami Beach, bem como uma lista de restaurantes e hotéis para todos os gostos – e bolsos -, para que suas férias sejam inesquecíveis. Boa leitura e boa viagem!

O que fazer em Miami Beach?

Com tantas atrações interessantes, pode ficar difícil decidir o que fazer em Miami Beach se você tem pouco tempo para explorá-la! É indiscutível que de quanto mais tempo melhor: o indicado é ficar no mínimo 7 días na região de Miami para dar conta de tudo (compras, passeios pelas ruas mais emblemáticas, museus, etc).

Independente da duração da sua estadia, essas são algumas atrações de Miami Beach que você não pode ignorar:

  • Española Way: a rua mundialmente famosa dispensa apresentações. A paisagem da via, preenchida por construções no estilo colonial espanhol, é inesquecível.
  • Art Deco District: localizado entre a Ocean Drive e a praia, o Art Deco District é uma verdadeira viagem no tempo. O local conta com diversos edifícios, construídos entre 1925 e 1940, restaurados e preservados. Se você não sabe muito sobre arquitetura, o passeio pode ser feito com o auxílio de um audioguia ou um guia voluntário. Para aproveitar mais a visita, recomenda-se começar pelos edifícios mais importantes, que ficam entre as ruas 6 e 7. Ah, é grátis!
  • Lincoln Road: A Lincoln Road é considerada por muitos como um shopping a céu aberto. A agradável rua, totalmente reservada para os pedestres, oferece um excelente mix de lojas e restaurantes, frequentados por pessoas do mundo inteiro. Vale a pena o passeio, mesmo se você não for comprar nada!
  • Ocean Drive: a Ocean Drive é o coração de Miami Beach. Paralela ao mar, a via é uma das mais importantes da região. É perfeita para os amantes da noite: a paisagem intercala os famosos coqueiros com restaurantes e casas noturnas mundialmente famosos, frequentados por celebridades.
  • Miami Beach Boardwalk: essa atração é para os amantes do mar. A Miami Beach Boardwalk fica na região de Mid-beach e é um passeio paralelo ao mar. Perfeito para um passeio no fim da tarde!
  • Collins Park: Miami é muito ensolarada, e relaxar em uma sombra por alguns minutos é sempre bom. Para isso, visite o Collins Park: rende um belo passeio e, até mesmo, um piquenique.

lincoln road miami

Onde comer em Miami Beach?

Quando se trata de gastronomia, Miami Beach não deixa por menos. Há desde opções econômicas, até restaurantes comandados por chefs mundialmente famosos e frequentados por celebridades. Confira alguns:

  • Bubba Gump Shrimp: inspirado no filme Forrest Gump, esse estabelecimento tem ambiente familiar, porções generosas e frutos do mar frescos.
  • Joe’s Stone Crab: opção econômica, o Joe’s é um dos restaurantes mais tradicionais da região. O carro-chefe, o caranguejo, atrai curiosos de todo o mundo.
  • Nobu: o Nobu é aquela extravagância que todos cometem nas férias. É conhecido pela gastronomia excepcional e por ser ponto de encontro de celebridades.
  • Prime 112: esse restaurante é especialista em carnes. Concorrido e com preço acima da média, recomenda-se fazer reserva.
  • Casa Tua: outra opção com ambiente familiar, o Casa Tua é especializado em comida italiana. Destaca-se pela sofisticação e pelo bom atendimento.

Onde se hospedar em Miami Beach?

Tão importante quanto saber o que fazer em Miami Beach, é decidir onde ficar! Uma localização estratégica faz toda a diferença em suas férias.

De modo geral, recomenda-se ficar próximo às vias importantes, como a Lincoln Road e a Ocean Drive. A oferta de hospedagem é farta e adequada a todos os bolsos. Confira algumas sugestões:

  • Hilton: opção para quem pode gastar mais, o Hilton Bentley Miami/South Beach fica na Ocean Drive, próximo ao Prime 112. As diárias ficam na casa dos R$ 1 mil.
  • Marriott Stanton South Beach: vizinho do Hilton, também é opção para quem pode gastar mais – as diárias superam R$ 1 mil.
  • Hotel Croydon: opção de custo intermediário, é possível encontrar diárias por menos de R$ 500.
  • Boutique 18: opção mais econômica, fica ao lado do Miami Beach Convention Center e próximo à Lincoln Road. Tem diárias por menos de R$ 400.
  • Lexington Hotel: opção extremamente econômica, tem diárias próximas a R$ 300, apesar de estar cercado de hotéis mais caros (fica perto ao Fontainebleau, por exemplo).

Please rate this

Novos voos diretos para Miami a partir de 2018

Viajar para Miami vai ficar mais fácil graças à criação de novas rotas de voos para Miami e Orlando e o reforço das antigas. Confira o que muda.

Boas notícias para os turistas: o Grupo LATAM Airlines, resultado da fusão da companhia brasileira TAM com a chilena LAN, anunciou que ampliará a oferta de voos diretos para Miami partindo da região. Haverá tanto a inauguração de novas rotas quanto o aumento da frequência dos voos já existentes.

Até então, a empresa operava apenas um voo do nordeste para Miami: todas as terças-feiras, um Airbus A320 decolava de Fortaleza rumo à badalada cidade da Flórida, sem escalas, para, logo em seguida, fazer o caminho de volta.

A oferta de voos diretos para Miami na região, era, sem dúvidas, pobre. Não era raro ter que ir a São Paulo ou ao Rio de Janeiro para, só então, embarcar rumo aos Estados Unidos. Além destas cidades, havia as opções de fazer conexão em Manaus ou Belém do Pará. Felizmente, a necessidade de tomar mais um voo em outra localidade está com os dias contados!

Novos voos para Miami diretos anunciados pela LATAM

Em comunicado, a LATAM anunciou tanto a criação de novas rotas quanto o reforço de antigas. A empresa dará à população do nordeste brasileiro muito mais opções de voos diretos para Miami e Orlando, o que promete facilitar a vida dos turistas locais. Os destaques são a inauguração das rotas Salvador-Miami e Recife-Miami.

Além disso, o voo direto para Miami partindo de Fortaleza terá uma frequência maior. Os habitantes da capital cearense ganharão, também, uma conexão direta com Orlando, que será operada duas vezes por semana. Esse novo trecho será inaugurado no dia 5 de julho de 2018. Já os voos diretos para Miami serão intensificados a partir de fevereiro do próximo ano.

No total, a LATAM afirma que haverá um acréscimo de mais de 2 mil assentos nas conexões entre o nordeste e os Estados Unidos, distribuídos em mais de 10 voos semanais.

passagens aereas baratas

Mais companhias planejam lançar mais voos para Miami

Há não tão pouco tempo, era praticamente impossível viajar para o exterior sem passar por São Paulo ou pelo Rio de Janeiro. Felizmente, se depender das companhias aéreas operantes no Brasil, encontrar voos diretos para Miami vai ficar muito mais fácil.

A Avianca Brasil, subsidiária da companhia colombiana de mesmo nome, anunciou que conseguiu a aprovação de novas rotas junto à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). O órgão liberou 14 voos diretos para Miami por mês, partindo de Belo Horizonte. Isso indica que a frequência será diária.

A Azul Linhas Aéreas, que até então vinha se dedicando mais à aviação regional, também começa a se aventurar mais no mercado internacional. Em 2017, a empresa começou a vender passagens de voos diretos para Miami partindo de Belo Horizonte e Belém. Eles serão operados três vezes por semana na alta temporada.

Quais são as outras rotas de voos para Miami?

Atualmente, as únicas companhias aéreas que operam voos diretos para Miami, além da própria LATAM, são American Airlines, Avianca e Azul. Para quem não se importa em fazer um pequeno desvio, esta última também disponibiliza a rota Campinas-Fort Lauderdale, vizinha de Miami.

A LATAM opera voos diretos de Manaus, Rio de Janeiro e Brasília. No caso da capital federal também há voos da American Airlines.

Quando se trata de voos para Miami com conexões, a oferta fica maior, e, os preços, mais em conta. Na América Latina, algumas das cidades onde é possível trocar de aeronave antes de partir rumo a Miami são Lima e Bogotá, pela Avianca, e Cidade do Panamá, pela Copa Airlines.

Se você prefere fazer conexão já dentro dos Estados Unidos, há ampla oferta de voos, operados por diversas companhias. Há trechos com opções diárias para cidades com aeroportos importantes como Dallas, Detroit, Chicago, Atlanta e Nova Iorque.

Há, também, algumas rotas diretas que foram aposentadas. A American Airlines desativou duas: Curitiba-Miami (com escala em Porto Alegre) e Fortaleza-Miami. Felizmente, a companhia estuda a reativação desta última.

Voos diretos Brasil-Orlando

Geralmente, quem visita Miami aproveita a viagem para conhecer os parques de Orlando. A boa notícia é que não apenas é possível viajar diretamente à cidade da Disney, como a tendência é que a oferta cresça.

A Azul é uma das empresas que mais tem criado novas rotas. Atualmente, é possível voar para Orlando desde várias cidades, como São Paulo, Belo Horizonte, Vitória, Campinas, Goiânia, Montes Claros e muito mais. Entre as companhias estrangeiras, a única que fornece uma conexão Brasil-Orlando é a americana Delta Airlines, que opera a rota Guarulhos-Orlando.

Mas para quem chega primeiro aqui e prefere fazer a viagem de Miami para Orlando, existem diferentes alternativas, além de inúmeros voos diretos.

A melhor notícia é que com a pior parte da crise superada, a tendência é que as empresas inaugurem cada vez mais rotas novas, aumentando as opções para os turistas brasileiros viajarem cada vez mais para a Flórida.

Please rate this

Como ir de Miami para Orlando?

Passada a alta temporada, agora é uma boa época para quem quer visitar Orlando sem gastar muito. Saiba mais sobre a cidade e como ir de Miami para Orlando.

É comum, principalmente entre os brasileiros, visitar Orlando e a Disney no dia das crianças. Afinal, esta experiência encantadora é um presente inesquecível!

Mas, a verdade é que, nessa data, a cidade fica cheia e, os preços, mais altos. Isso se repete ao longo da alta temporada – de novembro a abril  – e durante o mês de julho, devido às férias escolares.

Por isso, muitas vezes é melhor deixar essa viagem para os meses de baixa temporada, com o a época do ano em que estamos agora. Na verdade, visitar Orlando após o dia das crianças é até mais vantajoso: os custos de atrações, hospedagem e transporte são consideravelmente mais baixos.

Outro fator que deve ser considerado é como ir de Miami para Orlando

Esse deslocamento é quase sempre necessário, pois os voos do Brasil normalmente chegam em Miami, e Orlando com certeza merece alguns dias. Mas isso não é motivo para preocupação: existem diferentes formas de ir de uma cidade a outra.

Vale a pena mesmo ir a Orlando nessa época do ano? O que fazer por lá. Onde se hospedar? Como ir de Miami para Orlando? Confira nossas dicas!

O que fazer em Orlando?

Orlando é conhecida como a capital mundial da diversão. Os parques temáticos são, certamente, o que mais atrai os viajantes. Há diversas opções, para todos os gostos e idades, para ninguém ficar de fora!

Contudo, a cidade é muito mais do que isso. Sua lista de atrações inclui, também, um passeio de aerobarco, o paraquedas indoor iFLY Orlando, shows acompanhados de jantares e, claro, o espetáculo La Nouba, do famoso Cirque du Soleil.

orlando florida

Ainda assim, é impossível imaginar Orlando sem pensar, imediatamente, nos parques, o maior atrativo da cidade. Confira:

Disney World

A cidade de Lake Buena Vista, vizinha a Orlando, abriga o mais famoso dos parques da Disney espalhados pelo mundo: o Walt Disney World Resort. Ele se subdivide em parques menores: Magic Kingdom, Epcot, Animal Kingdon e Disney’s Hollywood Studios.

Há, também, outras atrações muito bacanas, como o Disney Springs. O antigo Downtown Disney é onde o visitante encontra uma ampla seleção de bares, restaurantes, compras e entretenimento.

Universal Studios

É o complexo de parques do estúdio com o mesmo nome. Suas atrações são temáticas e remetem a filmes famosos, como a montanha russa do Incrível Hulk.

Atualmente, o que faz mais sucesso entre os visitantes é o The Wizarding World of Harry Potter.  A atração  transporta o viajante direto ao mundo do bruxo, com direito a uma visita ao Beco Diagonal e um copo de Cerveja Amanteigada.

Sea World

Totalmente inspirado na vida marinha, trata-se de um mix entre parque temático e zoológico. Alguns de seus pontos imperdíveis são a montanha russa Manta, onde você faz todo o trajeto deitado, e o Empire of the Penguins, local que recria o Pólo Sul, proporcionando a experiência de ver os pinguins como se estivessem em seu habitat natural.

Kennedy Space Center

Essa é uma opção um pouco diferente dos parques temáticos que falamos até então. A uma hora de Orlando, é um excelente bate e volta. O Kennedy Space Center é uma espécie de museu interativo sobre a Nasa. É uma oportunidade de se sentir astronauta por um dia!

Você pode ver como os trajes dos astronautas evoluíram ao longo do tempo, conferir o lendário ônibus espacial Apolo 13 de perto e passear por um jardim cheio de foguetes – se você tiver sorte, pode ver um lançamento ao vivo e a cores!

Kennedy Space Center

Onde se hospedar em Orlando?

Há opções de hospedagem para todos os gostos e bolsos em Orlando: você pode optar por hotéis dentro e fora dos parques temáticos, bem como pelo aluguel de apartamentos completos.

Há alojamentos dentro dos parques para todos os bolsos, mas eles tendem a ser mais caros. No caso do Walt Disney World Resort, a opção mais luxuosa é o Grand Floridian Resort & Spa: as diárias começam na faixa dos R$ 2 mil! Já quem quer economizar pode optar pelos Disney’s All-Star Resorts. Há três opções, cada uma com um tema diferente: esportes, filmes e música. As diárias começam em R$ 110.

Se a sua intenção é ficar próximo à Disney, mas sem pagar pela hospedagem dentro do complexo, a melhor opção ficar na cidade de Lake Buena Vista, próxima a Orlando. Quem está com o orçamento mais folgado pode optar pelo Staybridge Suites Orlando, que oferece quartos completos, que se assemelham a apartamentos. Caso o objetivo seja economizar, há o Best Western Orlando Gateway Hotel e o Comfort Inn Orlando – Lake Buena Vista, que são mais em conta.

Agora, se você prefere ficar na própria cidade de Orlando, prefira a região da International Drive. Nela, além de hotéis, você encontra restaurantes, lojas, casas de câmbio e restaurantes, tudo o que você precisa durante a estadia, em todas as faixas de preço.

Entretanto, não resta dúvidas de que, entre todas, a opção mais barata, é o aluguel de apartamentos completos. Esse tipo de acomodação é comum em Celebration, cidade inteligente projetada pela própria Walt Disney Company.

Como ir de Miami para Orlando

Apesar de ter voos que vão direto à cidade da Disney, praticamente todos os voos do Brasil chegam a Miami, durante o ano todo. A boa notícia é que não é difícil encontrar uma maneira fácil de ir de Miami para Orlando, pois as duas cidades são próximas e muito bem conectadas. Veja:

Avião

É a forma mais rápida de ir de Miami para Orlando. Porém, há três desvantagens significativas: o preço alto, os horários restritos e a possibilidade de a franquia de bagagem ser inferior à do voo internacional.

Ônibus

Mais barato que o avião, é uma opção mais econômica de deslocamento. Entretanto, os problemas de horários e de bagagem são os mesmos.

Carro próprio

Muitas famílias optam por alugar um carro durante a estadia. Contudo, isso pode encarecer bastante a viagem – fora as burocracias envolvidas, como a carteira de motorista internacional e a contratação de seguro.

Transfer de Miami para Orlando

Se você não achou a melhor forma de ir de uma cidade a outra, saiba que contratar um transfer de Miami para Orlando tem a melhor relação custo-benefício.

Há total flexibilidade e conforto. Você acerta pormenores, como o horário de saída, retorno e ponto de encontro, diretamente com a empresa. Além disso, o transporte é feito em vans modernas e particulares, que acomodam tranquilamente até 14 pessoas. Ou seja: caso o seu grupo seja grande, sai bem mais em conta.

Como ir de Miami para Orlando de van

Você tampouco tem que se preocupar com a quantidade de malas que vai levar: ao contrário de outras formas de ir de Miami para Orlando, no traslado não há franquia. Tudo o que couber na van pode ser levado sem problemas, ótimo para quem pretende fazer umas comprinhas também em Orlando. Nas vans da empresa Eagle Tours, por exemplo, a capacidade é de 10 malas grandes mais bagagens de mão.

Por que contratar a Eagle Tours para ir de Miami a Orlando?

Ao buscar formas de ir de Miami para Orlando, considere os serviços da Eagle Tours. No mercado desde 2011, somos uma empresa especializada na prestação de serviços turísticos para brasileiros em Miami!

Além de traslado entre bairros de Miami e também para outras cidades mais procuradas da região, é possível fazer city tours por vários pontos turísticos e também tour de compras pelos principais shoppings e lojas de Miami. Também podemos dar dicas importantes, como, por exemplo, bons hotéis, onde comer bem e conseguir bons descontos.

 

Please rate this

Miami após o Irma: cidade se recupera e setor turístico retoma rapidamente suas operações

Miami comemora o baixo impacto do furacão Irma, que chegou à cidade com categoria 4 e não causou grandes catástrofes

Depois da passagem do furacão Irma pela Flórida, Miami já respira ares de alívio. Embora diversas regiões da cidade tenham ficado alagadas, outras mantiveram uma rotina normal e com restaurantes, lojas, cafés e supermercados funcionando normalmente em menos de 24 horas após a tempestade.

A maioria dos moradores se alarmou com a expectativa de um furacão categoria 5 (máxima) passando por Miami, previsão que se confirmava até sexta-feira, 8 de setembro. De imediato, as autoridades organizaram um grandioso plano de contingência, prestando todo o auxílio necessário para que mais de 6 milhões de moradores saíssem de suas casas. Ao todo foram 393 abrigos abertos e centenas de empresas que se envolveram em uma “força-tarefa” para facilitar o transporte, deslocamento, suprimentos e hospedagem para todos que estavam na cidade.

Conforme indica a sócia-diretora da Eagle Tour, Thaís Lima, apesar dos problemas e prejuízos, Miami conseguiu suportar gloriosamente o maior furacão já formado no Atlântico devido ao extraordinário suporte das autoridades governamentais. Aos poucos, muitos já estão retornando ao trabalho e à rotina, recuperados do susto e motivados a restaurar os danos causados pelo Irma.

Eagle Tour reagendou passagens para garantir a tranquilidade de seus clientes

Turistas brasileiros que foram surpreendidos com a notícia do furacão, puderam contar com o suporte da Eagle Tour para remarcar suas passagens. De forma extremamente profissional e dedicada, a equipe liderada por Thaís e Airton Lima garantiu uma evasão tranquila dos viajantes que já estavam em Miami e, também, daqueles que estavam a caminho.

“Um dos grupos de passageiros estava dentro de um navio que retornaria no sábado, mas devido ao furacão adiantou o retorno para quinta-feira e mais de dez pessoas precisavam remarcar a passagem. De um lado, o Aírton pegava o código da passagem com os turistas no navio e eu repassava para a TAM por telefone.” Esse processo durou mais de 1 hora e meia, mas felizmente conseguimos reagendar o voo de todos.” – conta Thaís.

Turismo em Miami inicia retomada

Embora as previsões iniciais anunciassem um furacão de categoria 5, a tempestade perdeu força após passar por Cuba e Caribe e chegou a Miami já rebaixada para categoria 4, com ventos de aproximadamente 150 km/ h. Houve alagamentos, milhares de árvores caídas e uma queda no fornecimento de energia elétrica e internet, que durou mais de 3 dias.

No entanto, o cenário não foi catastrófico como a maioria esperava: “Já estamos nos recuperando, fazendo a limpeza das casas e ruas. As pessoas que deixaram suas casas estão retornando ao lar e vários visitantes já estão desembarcando. É assim que amamos ver Miami”— afirma Thaís.

miami irma

Dicas para quem está indo para Miami

Aeroportos e portos

  • Os Aeroportos de Miami e Fort Lauderdale retomaram seus voos na última terça-feira, 12 de setembro. No entanto, como houve uma suspensão das operações aéreas por 3 dias, o excesso de movimentações pode provocar o cancelamento de alguns voos. A American Airlines declarou em nota oficial que seus voos, tanto domésticos como internacionais estão sujeitos a mudanças. Portanto, o mais indicado é verificar junto a sua companhia o status do seu voo;
  • O Porto de Miami também já está aberto. Caso tenha marcado alguma viagem de cruzeiro, cheque com a sua companhia o status do seu embarque. A Royal Caribbean, por exemplo, está enviando ajuda humanitária por meio de navios para as ilhas que foram devastadas pelo Irma. Por isso, alguns cruzeiros podem ser cancelados em prol das vítimas do furacão.

Hotéis e comércios

  • Miami Beach já está aguardando seus visitantes. No entanto, é importante conferir se o seu hotel está funcionando normalmente e confirmar sua reserva;
  • A maioria dos shoppings e lojas já estão abertos, incluindo lojas de enxovais para bebês como a Buy Buy Baby de Pembroke Pines, supermercados Publix e Whole Foods;
  • Algumas ruas estão fechadas para limpeza de árvores e entulhos. A higienização de toda a cidade deve durar pelo menos mais uma semana.

Em caso de dúvidas ou para saber mais, entre em contato com a Eagle Tour Miami!

Please rate this

Passagens aéreas para Miami: veja dicas para conseguir os melhores preços

Encontrar passagens aéreas baratas para Miami não é tão complicado. Basta pesquisar com antecedência e estar atento a alguns fatores que definem os períodos de promoção

Curtir as belezas de Miami de forma tranquila e segura requer um planejamento completo para evitar inconvenientes ao longo da viagem. A começar pela passagem aérea, é fundamental ter em mente que algumas companhias oferecem diferenciais de preço e amenidades, fatores que fazem toda a diferença durante o seu deslocamento até a Flórida.

Em determinadas épocas do ano, é possível encontrar passagens para Miami por menos de R$ 3 mil (ida e volta, já incluindo taxas e impostos). Para garantir preços assim é fundamental realizar a compra com antecedência e estar atento aos alertas promocionais enviados por diversas companhias.

Acompanhe, a seguir, algumas dicas que podem te ajudar a planejar sua viagem para a Miami e arrematar bons preços de passagens aéreas para a Flórida.

viajar de avião para miami

Organizando a viagem para Miami

Conforme indicam especialistas do setor de viagens, as passagens aéreas possuem tarifas menores quando compradas até 3 meses antes da data de embarque. Isto porque a maior parte das companhias trabalham com um conceito chamado Yield Management, que na prática se resume em definir uma ordem crescente de preços conforme a demanda por poltronas. Assim, os primeiros assentos disponibilizados oferecem os melhores preços quando comparados aos últimos. Em outras palavras: quem adquire as passagens com antecedência pagará menos do que aqueles que deixam para a última hora.

Temporada x passagem barata para Miami

A época do ano também influencia os preços de voos para Miami. Nos meses de Dezembro, Janeiro e Fevereiro os valores disparam, já que a época de alta temporada. O mesmo ocorre no período de julho, que marca as férias escolares não só no Brasil, mas em outros países.

Paras as pessoas que só conseguem viajar nessas épocas, é mais difícil encontrar passagens aéreas com promoção. No entanto, para aqueles que têm a alternativa de tirar férias em outras temporadas, há grandes chances de encontrar preços atrativos. Conforme indicam algumas pesquisas, os meses com maior número de promoções em passagens aéreas para Miami são março, maio e setembro.

Melhores dias para conseguir passagem para Miami em promoção

O dia do embarque é outro fator que faz toda a diferença no valor das passagens aéreas. Para os destinos nacionais, por exemplo, é mais comum obter promoções às terças, quartas e quintas.

Para Miami, porém, os dias promocionais podem variar. Ao fazer algumas pesquisas ao longo de pelo menos três semanas, é possível descobrir os dias nos quais as tarifas são mais baixas.

Essa pesquisa pode ser feita diretamente no site das empresas ou por meio de comparadores de preços como Skyscanner, Mundi, Orbitz, Voopter e Kayak. Na segunda opção, você poderá fazer a busca de uma forma prática, rápida e gratuita. Outra vantagem é que a maior parte dessas ferramentas permitem fazer um cadastro para receber “alertas” sobre promoções repentinas. Assim, é possível acompanhar as melhores ofertas e aumentar as chances de conseguir passagens baratas para Miami.

Outras dicas de planejamento para quem pretende viajar para Miami

Além das passagens aéreas é necessário reservar com antecedência a hospedagem, os serviços de transfer do aeroporto ao hotel e os passeios turísticos que serão feitos em cada dia de viagem. Ao deixar tudo organizado antes da data do embarque, é possível evitar inconvenientes e frustrações, garantindo uma viagem verdadeiramente inesquecível em qualquer época do ano.

No entanto, se você não possui o tempo necessário para esse planejamento, o ideal é contar com uma empresa de turismo receptivo como a Eagle Tour Miami, que auxilia não apenas nos transfers e passeios em Miami, mas também no check-in, traduções, dicas para você ter uma estadia perfeita em Miami. Sem esquecer também daquilo que brasileiro mais quer que é fazer compras em Miami, a Eagle Tour conhece os melhores shoppings e lojas da capital da Florida.

Please rate this

Eagle Tour e blogueiras da FHITS firmam parceria na Semana de Moda Praia de Miami

Traslados das blogueiras em Miami contemplou, além da Semana de Moda Praia, também o lançamento do livro de Alice Ferraz e um ensaio fotográfico em Wynwood

A disseminação da internet no Brasil e no mundo tem mudado a cultura de marcas e dos profissionais de marketing, que adaptaram seus canais de comunicação para atingir o público-alvo através da mídia digital, apostando em diferentes formatos de campanhas, principalmente nas mídias sociais e sites de busca. Outra novidade é a nova geração de influenciadores digitais, que ao invés de usarem a TV ou outdoors para ditarem as tendências, utilizam canais como Facebook, Youtube e Instagram para dialogar diretamente com o público.

Com milhares de seguidores, os influenciadores digitais oferecem conteúdo relevante em tempo real na era dos 3 C’s (curtir, comentar e compartilhar), como é o caso das blogueiras da FHITS, principais digitais influencers de moda do País. Conhecidos exatamente pela relevância e regularidade de seus conteúdos, esses blogueiros e youtubers também têm usado sua popularidade para disseminar mensagens publicitárias, já que atingem um grande número de pessoas a cada postagem.

Visibilidade online incentiva parcerias entre empresas

Ter uma boa visibilidade na internet é algo que facilita a conquista de clientes também esse tipo de parceria feita com a FHITS. A Eagle Tour sabe disso e há cinco anos confia todo seu marketing e comunicação digital à agência emarket, com ações de SEO, Google Adwords, blog e redes sociais. O trabalho tem rankeado a empresa de traslados e city tours em Miami como uma das principais do segmento, tanto no Google como nas mídias sociais, atraindo a atenção de clientes e parceiros. Pela segunda vez, o conglomerado de blogueiras comandado por Alice Ferraz contou com os serviços da Eagle Tour durante a Miami Swim Beach.

Miami Swim Week, lançamento de livro e ensaio fotográfico marcam estadia da equipe FHITS em Miami

Ao chegar na cidade para prestigiar a Miami Swim Week, semana de moda praia realizada anualmente, as blogueiras como Constanza Fernandez, Renata Uchoa, Carol Janini, Carol Tognon, Bruna Unzueta e Rebeka Guerra foram recepcionadas no aeroporto de Miami pela Eagle Tour com suas vans novíssimas com ar condicionado que manteve as influencers e suas maquiagens intactas no sol de Miami, mesmo sob o forte calor do verão da Florida.

Realizado no hotel W South Beach entre os dias 20 e 21 de julho, o evento é considerado o maior de moda praia do mundo e contou com o desfile da marca brasileira Silvia Ulson em seu segundo dia. Na ocasião, a paulistana apresentou sua coleção resort 2018 S|U, inspirada em grandes nomes da cultura brasileira e nas belezas naturais do País.

Outro destaque do Miami Swim Beach de 2017 foi a coleção Verão 2018 da estilista brasileira Sinesia Karol, com forte inspiração de tendências marroquinas vibrantes e coloridas. Baseada nos Estados Unidos há vinte anos, a capixaba apostou em peças exclusivas com explosões de formas e cores viva nas estampas florais da coleção.

Lançamento do livro Moda à Brasileira

Na ocasião, a empresária de moda mais influente do Brasil, Alice Ferraz, também lançou seu livro “Moda À Brasileira – o Guia Definitivo Para Os Novos Tempos da Moda” em uma livraria no Bayside de Miami. A obra já é considerada um sucesso e desvenda mitos na construção de um estilo único, destacando a diversidade brasileira.

Outro evento que contou com os serviços da Eagle Tour foi um ensaio fotográfico das blogueiras realizado em Wynwood, um dos mais famosos bairros transformados pela arte de rua de Miami.

Miami abriga desde desfiles de moda até mostras de cinema

Eventos como a Miami Swim Week têm reforçado a importância de Miami como um pólo cultural nos Estados Unidos com atrações gastronômicas e artísticas.

Muito além das lojas e grifes de roupas, a cidade também promove eventos como o Coconut Arts Festival, que expõe obras de mais de 300 artesãos do mundo todo, e o Winter Music Conference, que reúne talentos internacionais e lança tendências de música eletrônica para o mundo todo.

Os aficionados por cultura também podem desfrutar do International Ballet Festival of Miami, o único do estado da Flórida com dançarinos do mundo inteiro, e o Brazilian Film Festival of Miami, que ocorre há 21 anos com o que há de melhor do cinema brasileiro.

miami fashion week

E o Miami Fashion Week é outro desses grandes eventos que se inserem na programação cultural da Florida.

Além das variadas opções de compra e lazer, tanta diversidade de eventos culturais e de moda deverá atrair cada vez mais pessoas a Miami que poderão, assim como as blogueiras da FHITS, contar com a agilidade dos serviços de transfers em Miami oferecidos pela equipe de motoristas e guias brasileiros da Eagle Tour.

Please rate this

Airbnb ou hotel? Onde é melhor se hospedar em Miami?

Com tantas opções, escolher com paciência onde se hospedar em Miami faz toda a diferença.

Para muitos, organizar uma viagem é tão excitante quanto a hora do embarque, já que os preparativos costumam preceder a ansiedade e a emoção dos bons momentos que virão. Para aqueles que irão embarcar rumo à Miami, além das dúvidas quanto à qualidade das praias, da arte e da diversão locais, é comum se questionar sobre onde é melhor se hospedar na cidade mais tropical dos Estados Unidos.

Onde se hospedar em Miami

Essa é uma das das perguntas mais feitas pelos turistas na hora que começam a planejar a viagem para a cidade mais agitada da Florida. Existem diferentes bairros e opções de hospedagem em Miami que as pessoas podem escolher de acordo com o objetivo principal da viagem, forma de locomoção, lugares que deseja frequentar e orçamento.

Com tantas variáveis, o tipo de hospedagem pode ie desde um hotel cinco estrelas até alternativas mais intimistas, como um hostel, por exemplo.. A segunda opção contempla os aluguéis via Airbnb, ferramenta que intermedeia a locação de casas e apartamentos ao redor do mundo. Entretanto, em Miami Beach, o distrito mais turístico de Miami, optar pelo Aibnb pode ser complicado e até mesmo ilegal, apesar do preço competitivo.

Miami beach é um dos principais lugares escolhidos para hospedagem em Miami

Miami beach é um dos principais lugares escolhidos para hospedagem em Miami

Miami Beach X Aibnb: disputa pela hospedagem legal

O condado de Miami até tentou proibir os aluguéis de curto prazo em áreas residenciais, porém a decisão foi bloqueada temporariamente em abril por um tribunal da Flórida. Já Miami Beach conquistou na Justiça o direito de barrar esse tipo de hospedagem, com raríssimas exceções, e tem distribuído multas para quem infringe a lei.

Segundo o Bloomberg World Hotel Index, a hospedagem tradicional em Miami tem a menor vantagem de preço entre o Airbnb. Recentemente, a empresa fechou um acordo com o governo local para recolher impostos sobre o serviço em nome dos anfitriões no distrito de Miami-Dade. A hospedagem pode variar entre R$ 130 até R$ 550 por noite pelo Airbnb em Miami, com opções para todos os gostos.

A grande vantagem da empresa é a intimidade garantida caso o turista opte por locar o imóvel inteiro (é possível reservar apenas um quarto, por exemplo); e a possibilidade de vivenciar o american way of life: fazendo compras e cozinhando as suas próprias refeições no local, além da economia maior, pois a reserva não inclui gastos como limpeza e outros serviços.

Hoteis em Miami: hospedagem tradicional

Já aqueles que preferem a segurança de um hotel para se hospedar, o bairro praiano de South Beach, localizado na ponta sul de Miami Beach, oferece opções de estadia badaladas ou econômicas. O local é ideal para quem não quiser alugar um carro, pois tem transporte para o Shopping Aventura e o Outlet Sawgrass Mills, por exemplo. Uma boa opção de hotel barato é o Room Mate Waldorf Towers, que fica na famosa Ocean Drive, localizado a beira mar, na badalada South Beach. Com decoração moderna, o Room Mate está a apenas 1,4 km de distância das lojas na Lincoln Road, com diária a partir de $199.

Grandes hoteis é uma das opções de onde se hospedar em Miami

Downtown é uma excelente opção para se hospedar em Miami

Para os que desejam curtir o agito que só o centro de Miami pode oferecer, o bairro Downtown é imperdível. Uma opção de hospedagem é o EPIC Hotel, que fica a meia quadra da estação do Metromover Brickell, elevado gratuito que percorre toda a região central de Miami. Além disso, o EPIC também fica somente a 3,5 km do Bayside Marketplace e de outras atrações turísticas, custando a partir de $ 150 por noite.

Confira algumas alternativas que você tem para escolher onde se hospedar em Miami:

  • Hoteis
  • Resorts
  • Airbnb
  • Hostels
  • Pousadas
  • Hoteis fazenda
  • Chalés
  • Casas de temporada

Escolher onde se hospedar em Miami fica mais fácil em sites especializados como o Booking ou o Tripadvisor.

Seja qual for a escolha do turista, opções não faltarão para que a sua estadia em Miami seja prazerosa e relaxante. Afinal, uma cidade com uma pluralidade tão grande de opções turísticas, além de praias paradisíacas, não deixaria a desejar no quesito hospedagem, seja qual for.

Acompanhe em nosso blog dicas de onde ir, o que fazer, compras e onde se hospedar em Miami.

Please rate this

Muito mais do que praias, Miami Beach é rica em arte, cultura e diversão

Famosa pelas praias e compras, Miami Beach é destino obrigatório de quem vai para a Flórida e busca por história, boa comida e diversão.

Miami é um dos destinos turísticos mais procurados do mundo e o principal do sul da Flórida. A segunda cidade mais populosa do estado é conhecida por sua diversidade cultural, gastronomia e por uma grande quantidade de atrações turísticas que muitas vezes nem quem vive lá consegue conhecer tudo. Mas não dá pra negar que, quando fechamos os olhos e pensamos em Miami, a imagem que vem à mente de todo mundo é a das praias de Miami Beach.

E o que muita gente não sabe é que Miami Beach é um lugar diferente, com administração própria e estrutura política diferenciada, mas como ela faz parte do condado de Miami e não possui faixas intermunicipais muito bem delimitadas, é comum achar que é tudo a mesma coisa. Miami Beach é reconhecida em qualquer lugar do planeta, tanto pelas belezas naturais que encantam turistas todos os anos quanto pela infinidade de atrações oferecidas.

As inigualáveis praias de Miami Beach são para todos os gostos

Projetadas sobre o Oceano Atlântico, as praias começam mais ao norte da ilha com a chamada North Beach até o ponto mais ao Sul, conhecido como South Beach, onde fica a South Pointe Park Beach, um parque municipal de mais de 60 mil m² que une areia à vegetação natural e uma visão de quase 360ºdo oceano. Entre as duas “pontas” existe uma faixa de areia contínua que compõe todo o centro turístico e comercial da cidade.

Em Miami Beach, as águas cristalinas convidam para um banho de mar obrigatório, além de pontos de pesca, jet ski e surfe. Os parques municipais oferecem lugares para relaxar e fazer esportes e piquenique, além dos bares e restaurantes onde é possível aproveitar uma vista privilegiada.

Com uma arquitetura única e os maiores centros de compras do mundo, Miami Beach é uma grande atração.

Uma viagem para Miami Beach não é completa sem visitar a Ocean Drive. Principal avenida da cidade, é um dos maiores centros de compras do mundo. Repleta de shoppings, restaurantes e atrações, ela fica de frente para o mar e tem diversas opções de parques que conectam a faixa de areia a uma espécie de “calçadão”. Qualquer um que já tenha visto pelo menos em foto consegue reconhecer logo de cara. E se de um lado tem a vista para o oceano atlântico, do outro tem a cadeia de prédios que percorre praticamente toda a extensão da ilha.

A arquitetura e história se misturam com as avenidas mais badaladas do mundo nas atrações turísticas de Miami Beach. É na Ocean que fica o Art Deco District, mais ao sul, perto da South Beach. Como essa foi a primeira parte urbanizada na cidade, que antes era praticamente um pântano gigante, a maior parte dos edifícios foram construídos a partir dos anos 1920, há quase cem anos. E é do estilo arquitetônico “art deco” que vem o apelido da região. Esse estilo arquitetônico importado da Europa que fez sucesso na época, é caracterizado por linhas aparentes, formas geométricas e pelos coloridos tons pasteis dos prédios.

Além do estilo arquitetônico peculiar dos prédios da Ocean Drive, a avenida é principalmente conhecida pela sua vida noturna. Não tão grandes como a principal avenida de Miami Beachm, mas nem por isso menos importantes, a Collins Avenue e a Washington Avenue também são conhecidas por sua diversidade de baladas, restaurantes e, claro, uma infinidade de lojas de todo o tipo, entre elas lojas de roupa masculina, feminina, unissex, lojas de eletrônicos, de lembranças. Tem de tudo, por lá.

E se é em compras que o turista está interessado, vale planejar algumas horinhas para visitar a Lincoln Road. Mesmo com esse nome, ela não é uma rua em si. Pelo menos não como as ruas já citadas, mas uma espécie de calçadão só para pedestres e que é como se fosse um grande shopping center a céu aberto, com opções de compras, gastronomia e entretenimento.

Todos tipos de comidas e restaurantes em Miami Beach

Os primeiros povos a viverem na da Flórida, os índios Tequesta, deixaram como principal herança para a culinária local, a pesca e a caça, além do uso de frutas, bastante abundantes na região. Aproveitando ao máximo os recursos naturais, não dá para perder os pratos à base de frutas tropicais e frutos do mar.

Espelho da diversidade cultural, os restaurantes de Miami Beach trazem fortes influências caribenhas e internacionais.

Somando essa tradição indígena à influência dos colonizadores espanhóis e dos imigrantes dos países da América Latina que imigraram para os EUA em meados do século XX e aos habitantes de outros estados norte-americanos que se dirigiram para a região nos anos 1920 em busca de oportunidades, o resultado é uma culinária construída com base na diversidade. Essa combinação faz com que a gastronomia de Miami seja tão única e particular quanto a italiana ou francesa. Mas é claro que por ser uma cidade tão cosmopolita, em Miami também se encontra, com facilidade, restaurantes especializados em comida mexicana, italiana, francesa e até brasileira.

Restaurantes não faltam em Miami Beach. Veja alguns dos mais famosos:

Joe’s Stone Crab

Um dos restaurantes mais tradicionais de Miami é a casa do Miami Power Lunch  (“almoço energético de miami”) e é a indicação para quem quer tirar um dia de folga da dieta. A especialidade da casa são as lagostas pescadas na região, mas o restaurante também é muito conhecido por sua seleção de carnes.

restaurantes miami beach

La Sandwicherie

Na região de South Beach, de frente para a avenida Ocean Drive fica essa lanchonete especializada em sanduíches e saladas francesas. Aberta à noite toda durante a semana é o melhor lugar para comer uma refeição barata abaixo de 15 dólares.

Byblos

Um dos restaurantes mais badalados dos últimos anos e um dos melhores de toda a região de Miami, se define como um casamento entre a força dos ingredientes locais com a tradicional cozinha oriental mediterrânea. Os pratos mostram bem esse casamento, trazendo receitas principalmente do líbano e de outros países árabes da região mas utilizando o sabor de ingredientes típicos da flórida.

Com tanta coisa para fazer e pontos turísticos em Miami Beach, o melhor, principalmente para aquele turista de primeira viagem, é aproveitar para conhecer a cidade a bordo de um city tour por Miami. Vale a pena se planejar para não perder nada.

O serviço de city tour da Eagle Tours conta com guias brasileiros e, dessa forma, fica bem mais fácil conhecer todas atrações, a história e ainda receber dicas exclusivas de quem conhece muito bem Miami Beach.

Please rate this

Barcelona x Real Madrid fazem clássico em Miami, em julho

O jogo entre o Real Madrid, de Cristiano Ronaldo e o Barcelona, de Messi e Neymar acontecerá em Miami, uma das cidades mais turísticas do mundo.

Quando um brasileiro pensa em viajar para fora do país, Miami é o terceiro destino mais procurado do planeta. A cidade recebe turistas do mundo todo por possuir diversas atrações turísticas, culturais e também esportivas, além das compras, é claro.

Com times locais em esportes diferentes como basquete, futebol americano e beisebol, a cidade respira esporte. Mas apesar da forte descendência latina na cidade, o futebol não tem destaque na cidade.

Para mudar esse quadro é que que em julho próximo, a cidade receberá um dos maiores clássicos do futebol moderno: Barcelona x Real Madrid.

real madrid e barcelona em miami

No dia 29 de julho, no Hard Rock Stadium, Barcelona e Real Madrid disputarão a partida válida pela International Champions Cup para um público esperado de aproximadamente 70 mil pessoas. Se você é fanático por futebol e está procurando um destino para fugir do inverno no Brasil nas férias de julho, parece que a cidade da Flórida é o lugar perfeito. O jogo, apelidado de “El Classico”, faz parte de uma estratégia da cidade de transformar o moderno Hard Rock Stadium em um ponto de encontro dos mais importantes eventos esportivos do mundo.

Apesar do projeto de time de futebol de David Beckham em Miami ainda não estar completamente estruturado, o brasileiro que é fã de esporte tem, em Miami, outras opções para incluir no seu roteiro de viagem, indo do clássico futebol americano até o hóquei no gelo. Confira:

Futebol americano

Hard Rock Stadium miami
O Hard Rock Stadium antigamente se chamava SunLife Stadium e recebeu investimento de meio bilhão de dólares para se modernizar e sediar eventos de grande porte. Entre julho e dezembro, o estádio é a casa do Miami Dolphins, time de futebol americano da NFL (National Football League), e tem capacidade para 76.500 pessoas. Para uma experiência completa, existem assentos especiais com monitores individuais para os torcedores terem acesso a replay das jogadas e conteúdo exclusivo sobre a partida. E o melhor: pertinho do gramado!

Basquete

Como já falamos antes, a American Airlines Arena é destino certo para quem gosta do esporte da bola laranja. Mais do que isso, a arena proporciona uma experiência única de diversão, não sendo limitada só à partida de basquete, mas também com diversas brincadeiras no intervalo do jogo. Grandes shows artísticos completam a agenda do local nos dias de folga da equipe do Miami Heat.

Beisebol


Com menos apelo para o público brasileiro, mas muito mais receptividade com os turistas, o Marlins Park – casa do time da MLB (Major League Soccer) Miami Marlins – é uma excelente opção para um dia despretensioso na Flórida. Você pode visitar o estádio com capacidade para pouco mais de 37 mil pessoas em qualquer dia, mesmo que não tenha jogo, e fazer um tour completo por apenas dez dólares. Nos sábados, uma atração especial para quem é bom de garfo: o ingresso “All You Can Eat” (“tudo que você consegue comer”, na tradução livre) permite que o torcedor assista ao jogo comendo os lanches típicos americanos à vontade!

Hóquei no gelo

Apesar de não ficar exatamente em Miami, uma alternativa esportiva para quem quiser fugir um pouco do clima tropical da Flórida sem ir muito longe é assistir a uma partida de hóquei no gelo do Florida Panthers. O estádio da equipe, BB&T Center, tem capacidade para quase 20 mil pessoas e fica na cidade de Sunrise, a menos de uma hora de Miami.
Mas se você não quiser sair da cidade e quiser viver uma típica experiência estadunidense, pode assistir aos jogos em bares especializados em esporte como o Uncle Al’s Sports Cafe, Champions Sports Bar, Doral Billiards & Sports Bar, Bokamper’s Sports Bar & Grill e o Shenanigans Sports Pub.

Como você pode ver, além de aproveitar as inúmeras opções de passeios e comprar produtos com preços ótimos, em Miami você pode aproveitar e se deliciar com vários eventos esportivos. Claro, é sempre bom lembrar que em julho são as férias de verão nos Estados Unidos e nessa época tem menos jogos por aqui. Durante esse período as temporadas de basquete e de futebol americano estão de férias. Os jogos da NBA (liga de basquete) acontecem entre outubro e junho e os da NFL (liga de futebol americano) acontecem entre agosto e fevereiro. Já a MLB (liga de baseball), está a todo a vapor em julho, pois a temporada vai de abril até novembro.

Please rate this

Dicas de lugares para conhecer e o que fazer em Miami

Seja sozinho ou acompanhado, Miami oferece inúmeras sugestões de passeios que garantem muita diversão.

Miami é uma cidade encantadora, um dos destinos favoritos dos brasileiros nos Estados Unidos e reúne beleza, encanto e efervescência. A segunda cidade mais populosa da Flórida chama a atenção pelas inúmeras possibilidades de diversão que oferece. Não se trata apenas do lugar ideal para compras, Miami é muito mais do que isso. São inúmeras atrações seja qual for o seu estilo. A cidade oferece pontos turísticos e passeios que vão dos convencionais aos diferenciados, onde é possível desfrutar de experiências únicas.

Prefere pontos turísticos tradicionais ou alternativos?

Muito mais do que preços incríveis dos shoppings e outlets, a capital da Florida, com cerca de 420.000 habitantes, em sua grande parte descendentes e imigrantes latinos, tem uma variedade muito grande de lugares com estilos diferentes para conhecer e se divertir.

Tem para todos os gostos! Se você acredita que por aqui só existem passeios badalados, está muito enganado. Acompanhe no post dicas do que fazer em Miami seja qual for o seu estilo.

Passeios consagrados e inesquecíveis em Miami

Seaquarium – Existe desde 1955, muito antes de Orlando existir, e apresenta shows com golfinhos. É um local indicado, principalmente, para crianças. Foi no Seaquarium que surgiu o Flipper e a série foi toda filmada no parque. Além dos shows é possível conhecer o aquário dos peixes-boi, de diversas criaturas marinhas, incluindo tubarões.

miami seaquarium

Passeios de barco – Se em terra firme o tour pela cidade é especial, pelo mar não é diferente. Em Miami há inúmeras empresas de de turismo que oferecem a possibilidade de passeio pela Biscayne Bay – linda baía com vistas para o Bayside Marketplace, com os arranha-céu de Downtown Miami, Porto de Miami e as residências de celebridades.

Wynwood Arts District – Localizada na Miami continental, é possível se encantar com a beleza visual do lugar que tem uma variedade muito grande de graffitis pintados por artistas locais espalhados nos quarteirões que vão desde a NW 28th St até a NW 22th St e perpassam a NW 2nd Ave.

Praias de South Beach – A praia em South Beach não pode ser facilmente avistada, a faixa de areia é tão vasta que é preciso atravessar o parque da orla para enfim contemplar o mar. Se estiver procurando um local charmoso, o canto direito é o ideal (SoFi, South of Fifth). Se o intuito é se divertir, a escolha ideal é o clube Nikki Beach. Localizada entre as ruas 5 e 15 há um parque que funciona como ante-sala em que é possível alugar espreguiçadeiras e pegar aquele bronzeado.

Passeios diferentes em Miami para quem quer fugir do convencional

A1A North na Costa de Ouro – A Gold Coast Highway é uma estrada que vai da região de Hollywood Beach em Miami até a cidade de Palm Beach. É uma rodovia famosa onde é possível curtir a praia que se estende por quase todo o caminho, belas mansões e reservas tropicais de beleza única.

Loxahatchee National Wildlife Refuge – É uma reserva localizada na parte norte de Everglades onde há várias áreas públicas e é possível vislumbrar a fauna e a flora da região. Em contato direto com a natureza, é fácil avistar pássaros, garças e jacarés, passear de canoa, além de ter acesso a muita tranquilidade.

Loxahatchee National Wildlife Refuge

Fort Myers – É uma cidade próxima de Miami com grande valor histórico. É como um local em que as pessoas podem se refugiar um pouco do aspecto luxuoso de outras praias e curtir, geralmente em família, a beleza do lugar.

Ilhas Sanibel e Captiva – São duas ilhas com vida silvestre e vegetação exótica e ainda contam com muitas lojas e deliciosos restaurantes.

Jungle Island – Trata-se da antiga Parrot Jungle, localiza-se no início do caminho entre Miami e Miami Beach. O local deixou de ser um viveiro de pássaros tropicais para se tornar um zoológico em meio a um recanto florestal. Abre todos os dias do ano, inclusive, nos feriados de Natal e Ano Novo.

Tem outras dicas de lugares para conhecer e o que fazer em Miami?  Deixe seu comentário e compartilhe conosco a sua experiência nessa cidade incrível.

Please rate this