Veja dicas de hotéis em Miami e evite alugueis temporarios como Airbnb

No início de setembro, as autoridades de Miami Beach declararam guerra a empresas e proprietários que promovem o aluguel temporário de casas, como o site Airbnb. Alugar propriedades por menos de seis meses e um dia é proibido em boa parte da região, que tem praias belíssimas. Durante a fiscalização da polícia, usuários chegaram a ser desalojados dos lugares alugados pelos sites.

Para evitar dores de cabeça, a melhor opção é optar pelo formato de hospedagem mais tradicional. A seguir, confira algumas dicas para escolher hotéis em Miami.

Onde ficar em Miami

O primeiro passo antes de escolher o hotel é optar por uma das regiões da cidade. Ela é dividida em duas partes: a continental, onde fica a cidade, e a ilha de Miami Beach. Na parte continental, você encontra boa parte do comércio e os principais pontos turísticos, com destaque para Downtown Miami, Brickell e Wynwood.

mandarin-oriental-miami

Para quem visita a Miami pela primeira vez, essa pode ser uma excelente opção para conhecê-la melhor. O Red Roof e Clarion Inn são ótimas opções para quem busca um hotel em Miami. A região continental ainda tem vários hotéis de grandes redes, como Four Seasons, Hyatt, Hilton, e Holiday Inn, ideais para quem viaja a trabalho.

Onde ficar em Miami Beach

Considerada uma pequena Manhattan da Flórida, a ilha tem opções para todos os gostos: há praias badaladas, paradisíacas e perfeitas para relaxar. Os hotéis tendem a ser um pouco mais caros, ainda assim é possível encontrar excelentes opções próximas à praia. Confira algumas opções de onde ficar em Miami Beach aqui.

hotel-fontainebleau-miami-beach-resort

Hotéis em Miami para quem busca luxo

Capital das compras e dos outlets, Miami também é conhecida por seus hotéis superluxuosos. Destaque para o Edgewater South Beach, hotel boutique com apenas 45 suites de frente para o mar. Veja mais opções de hotéis em Miami aqui.

Please rate this

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *